Empregabilidade X Sustentabilidade

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Quantas propostas para mudança de emprego você recebeu nos últimos doze meses? Você tem registrado, na memória e no currículo, todos os resultados positivos alcançados nas empresas por onde passou? Por que razão você deixou o último emprego onde recebia um excelente salário e uma carteira de benefícios invejável? Qual foi a última vez que você participou de um seminário ou realizou um curso de especialização relacionado à sua área de atuação? O que você procura no cargo para o qual se candidata? O que você diria na entrevista para o emprego dos seus sonhos? Quantas línguas você fala fluentemente? Eu disse fluentemente.

A resposta para essas questões pode definir o nível de empregabilidade do profissional no mercado de trabalho. E por se tratar de um mercado competitivo ao extremo, altamente seletivo, qualquer deslize na resposta pode reduzir ou até mesmo eliminar as suas chances de conquistar aquela oportunidade tão esperada. Portanto, preparar-se apenas não é suficiente. Você deve rezar e torcer para que o humor do entrevistador esteja em consonância com a sua vontade de trabalhar, além de manter uma atitude mental positiva.

Empregabilidade é o conjunto de fatores utilizado pelos especialistas em recursos humanos para definir o grau de desenvolvimento pessoal e profissional de uma pessoa à disposição do mercado. Desburocratizando o conceito, é o número de oportunidades favoráveis concedidas regularmente a um profissional levando-se em conta a sua experiência profissional, a formação acadêmica e a capacidade de resposta em ambientes competitivos e hostis.

Você consegue manter a cabeça no lugar e extrair bons resultados sob forte pressão? Você resiste a uma mudança constante de Diretoria ou Gerência com filosofias de trabalho diferentes? Você é capaz de demonstrar serenidade e seguir normalmente depois de uma babada inesquecível do chefe perante o seu maior concorrente no departamento? Quantas horas de trabalho você consegue suportar ininterruptamente? A quantas mudanças de gerência e diretoria você já resistiu? Você é capaz de recusar uma convocação para uma jornada extra de trabalho no mesmo fim-de-semana em que ocorrerá a primeira festa junina do seu filho na escola? Você consegue absorver as atividades de um colega recém-demitido, sem balbuciar qualquer palavra de descontentamento?

A resposta para essas questões pode definir o nível de sustentabilidade do profissional no mercado de trabalho. Não basta ter um bom currículo, formação em universidades de primeira linha, falar dois os três idiomas fluentemente, ser o primeiro a chegar e o último a sair. Além de tudo isso, você precisa se indispor com os mais acomodados, exercer pressão sobre a equipe, sorrir ainda que esteja com vontade de chorar, praticar um pouco de política e alcançar resultados cada vez mais desafiadores. Esqueça os bons resultados do passado. O que interessa são os bons resultados que você vai conseguir no futuro.

empregabilidade

Sustentabilidade é o conjunto de fatores utilizado pelos especialistas para definir o grau de adaptação e permanência do profissional em determinado cargo ou função no mercado de trabalho. Simplificando o conceito, é a capacidade permanente de adequação ao novo sem prejudicar a sua estabilidade futura. Conseguir o emprego é a parte mais fácil do processo. Manter o emprego durante o maior período de tempo possível sem perder o entusiasmo e a capacidade de realização, acima das expectativas dos empregadores, são os maiores desafio do profissional nos dias atuais.

O fato é que as expectativas dos atuais empregadores em relação aos profissionais mudam o tempo todo. As condições de trabalho também. Isso obriga as pessoas a rever antigos paradigmas, a repensar valores e a reavaliar expectativas a fim de se adaptar à nova ordem econômica mundial. E não adianta se rebelar nem tentar redefinir as regras do jogo. Haverá sempre alguém disposto a realizar o dobro do que você faz pela metade do seu salário em nome da competitividade, da sobrevivência e da sustentabilidade corporativa.

Apesar das mudanças, você não precisa abrir mão dos seus princípios nem dos seus valores para conquistar espaço no mundo corporativo. Em boa parte dos casos, submeter-se ao regime ou ser escravizado por ele é uma questão de opção. O mundo está cheio de boas oportunidades e exemplos a serem seguidos, de pessoas que reverteram situações de total submissão a determinadas regras não condizentes com a sua forma de pensar e agir.

Você pode aceitar as condições por um determinado tempo enquanto se prepara para se colocar em prática aquela antiga ideia que poderá torná-lo um empreendedor de sucesso. Enquanto isso não acontece, pense na empregabilidade como um imperativo no mercado de trabalho, porém, concentre sua atenção nas habilidades e competências necessárias para elevar o seu grau de sustentabilidade dentro dele.

De acordo com Domenico De Masi, sociólogo italiano, o mundo perderá 400 milhões de postos de trabalho até 2015, portanto, quanto mais preparado você estiver, menor o grau de vulnerabilidade ante o mau-humor dos acionistas. Minha recomendação é simples e sem segredos. Quer elevar o nível de sustentabilidade no mercado de trabalho, como empreendedor ou empregado?

Procure ter em mente o seguinte:

Esqueça a concorrência; concentre-se no que precisa ser feito para se destacar perante a concorrência;

A necessidade escraviza; o conhecimento liberta; quanto mais você se aperfeiçoar no que faz, menos dependerá da política e do humor alheio;

Empregabilidade é a base; sustentabilidade é a chave; mude o foco e moldará o seu futuro;

Reveja seus valores, mas não mude seus princípios; valores são transitórios, princípios são definitivos;

Ser empregado é questão de opção; ser empreendedor é questão de determinação;

Emprego é o que você busca para ganhar dinheiro; trabalho é o que você busca para garantir a sustentabilidade.

Pense nisso e seja feliz!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *