O valor da experiência

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Tudo na vida é experimentação, dizia Ralph Waldo Emerson, o grande pensador norte-americano e, nesse sentido, quanto mais experiências você tiver, mais você se aproxima da sabedoria.

Algumas experiências são marcantes e, dependendo da maneira como acontecem, serão levadas para o resto da vida, sejam elas boas ou ruins, mas experiência é experiência e nada mais. Sem elas, dificilmente conseguimos nos aproximar da nossa própria felicidade.

A notícia de um filho indesejado é tão marcante quanto a espera pelo nascimento do filho programado assim como uma doença inesperada é tão angustiante quanto a busca pela cura. Não há demérito algum na forma como acontecem, mas na forma como absorvemos e aplicamos nas experiências futuras.

Sistemático ou não, a experiência é um modo de aprendizado. Involuntária ou não, a experiência faz o ser humano crescer, rever pontos de vista, entender coisas que jamais entenderia se não vivenciasse algo inédito ainda que a contragosto.

O Valor da Experiencia

Durante as minhas palestras e treinamentos, eu costumo compartilhar três grandes experiências que me fizeram evoluir muito. Existem outras tão emocionantes quanto essas, por vezes mais exaustivas, dignas de dor e sofrimento, entretanto, todas nos fazem crescer. Aqui estão:

1. Ser síndico pelo menos uma vez na vida

Na minha curta experiência de quatro anos como síndico, aprendi muito. Como eu digo sempre, ser síndico é um exercício de cidadania. Ter que lidar com gente boa e gente má, gente egoísta; gente que não está nem aí para o que os outros dizem e pensam, mas faz questão de conspirar nos corredores do prédio; gente que não participa, mas critica; gente que acha que os filhos tem mais direito que os filhos dos outros etc.

Se você for um síndico bem-intencionado e desejar o bem dos condôminos, pior ainda, pois em qualquer condomínio sempre existe alguém que não suporta ver o bom trabalho dos outros. Ser síndico é para fortes de espírito. Você precisa viver essa experiência e posso afirmar que vai evoluir dez vezes mais do que o tempo em que estiver no cargo.

2. Ser demitido pelo menos uma vez na vida

No começo é difícil, você esperneia, chora, xinga a mãe do chefe, acha que o mundo vai acabar e que você não vai conseguir mais nada na vida, mas aí você lembra do Jack Welch com aquela sua frase intrigante: até um “pé-na-bunda te empurra pra frente”. Digo isso por experiência própria, fiquei até mais humilde.

Eu nunca esqueci o dia da minha primeira e única demissão, numa segunda-feira pela manhã, entretanto, eu cresci mil por cento, afinal, encontrei a minha verdadeira vocação e descobri que eu era de fato muito mais competente do que imaginava. Demissão é algo que faz você crescer na marra.

3. Ser empreendedor e líder pelo menos uma vez na vida

Empreender dignifica o ser humano. Descobrir que você é capaz de fazer ginástica para pagar as contas, para ver o negócio prosperar, para quebrar os paradigmas que você mesmo alimentava enquanto era empregado. É bem mais fácil ganhar salario fixo e benefícios, tirar férias regularmente e receber décimo terceiro, sair no horário e descansar no fim-de-semana. Ser empregado é uma questão de opção, ser empreendedor é uma questão de determinação.

Liderança é outro desafio alucinante. Chegar ao topo é fácil, afirmava Tom Peters, difícil é conquistar o respeito do grupo. A liderança exige uma revisão ampla de conceitos, mudança de comportamento e coragem para tomar decisões capazes de transformar a vida das pessoas. Liderança é um processo doloroso de transformação do ser humano, em primeiro lugar, e do ser profissional, em segundo. Não há líder de fato quando não há o ser humano íntegro de fato.

—————-

Desejo muito que você passe por qualquer uma dessas fantásticas experiências. Por experiência própria, posso afirmar que você não vai ser preso nem morrer de fome tampouco ser execrado em praça pública, a menos que você se descontrole e perca a única coisa que você não deve perder para continuar crescendo: a fé em si mesmo.

Durante a sua experiência terrena, você só cresce quando se posiciona e enfrenta a situação. Você pode não ficar rico, mas o prazer de contribuir, de lutar, de crescer e de ser você mesmo não tem preço.

Pense nisso e seja bem mais feliz!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *