O que o mundo tem a oferecer aos empreendedores?

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Em 8 de agosto de 1914, o capitão irlandês Ernest H. Shackleton tomou a difícil decisão de se tornar o primeiro explorador a cruzar os 3.300 km da Antártica a pé num projeto ambicioso e arriscado. Para recrutar sua equipe, Shackleton publicou o seguinte anúncio em um jornal inglês:

“Recrutam-se homens para uma jornada perigosa. Salários baixos, frio extremo e longas horas de escuridão completa. Retorno em segurança duvidoso. Em caso de sucesso: honra e reconhecimento.”

Acredite ou não, mais de cinco mil pessoas responderam ao anúncio. O que levou esse contingente de pessoas a se aventurar numa expedição perigosa e com retorno duvidoso? Nunca saberemos ao certo, entretanto, o mundo é movido por pessoas capazes de arriscar-se em terrenos desconhecidos em troca de reconhecimento.

Ao regressar à Inglaterra, em maio de 1917, Shackleton e seus homens foram recebidos como heróis. Haviam retornado em pleno curso da Primeira Guerra Mundial. Embora não tenha conseguido atingir o seu objetivo maior, atravessar o continente gelado a pé, o esforço de Schackleton foi premiado e o seu nome ficou registrado na história.

O universo empreendedor é assim. Nada é entregue sem o esforço necessário para obtê-lo. Você tem de merecer o prêmio. Então, se não existe nada de graça, por que muitos adolescentes e adultos preferem tomar atalhos e acabam se perdendo na caminhada?

Em geral, esses atalhos aparecem em forma de desvios de conduta ante a promessa do dinheiro fácil, do sucesso inesperado, da felicidade aqui e agora. Isso leva a inúmeros caminhos, menos ao futuro que você deseja. Na tentativa de abreviar o caminho, você encontra o inesperado e raramente está preparado para enfrentá-lo.

Essa expectativa irreal, de poder abreviar o próprio futuro, conduz um elevado número de pessoas às drogas, ao álcool, à prostituição e ao crime. Ao fazer disso uma condição temporária, pelo menos até encontrar um caminho mais seguro, a maioria não percebe que, quase sempre, trata-se de um caminho sem volta.

Empreendedorismo por Jeronimo Mendes

As pessoas são capazes de fazer coisas incríveis e o mundo espera isso delas. Se pesquisar um pouco, vai encontrar histórias de pessoas que superaram os seus próprios limites: empresários falidos que deram a volta por cima; portadores de deficiência que se tornaram grandes esportistas; imigrantes que deixaram a terra natal e empreenderam com sucesso na terra em que foram acolhidos.

No mundo todo existem pessoas que tiveram uma infância difícil, por assim dizer, com problemas de saúde e de dinheiro, além de uma educação formal sofrível, mas nem por isso se tornaram fracassadas. Aliás, toda essa adversidade foi necessária para fazê-las dar a volta por cima e se tornarem vitoriosas.

Por outro lado, conheço inúmeras pessoas que tiveram uma infância inesquecível, educação formal da melhor qualidade, família estruturada, saúde invejável, mais dinheiro do que podiam gastar, entretanto, isso não foi suficiente para ajuda-las a construir uma carreira de sucesso.

Para perceber e aproveitar as oportunidades é necessário ter disciplina, confiar no seu talento e colocar em prática toda criatividade se não quiser fazer parte das estatísticas de quem vai ficar apenas querendo. A diferença entre quem quer ser extraordinário e quem acaba não conseguindo é esse pequeno “extra”.

Pessoas acomodadas pensam assim: se eu começar a fazer o que gosto, terei menos problemas. Se você também pensa dessa maneira, não se iluda, pois, sua missão no mundo não se resume a viver sem problemas, ao contrário, sua missão é levantar a cabeça e resolver todos os problemas que estiverem ao seu alcance. Isso é o que torna a vida interessante e prazerosa.

O que o mundo tem a lhe oferecer tem tudo a ver com o que ele espera de você. As oportunidades são incontáveis. Pense em tudo que ainda não foi criado, explorado ou transformado: nas artes, na medicina, na música, na literatura, na física, na química e na matemática. O universo de possibilidades é extenso.

Nos negócios, então, nem se fala. Há tudo por fazer. Se a consciência ambiental estiver presente, mais fácil a conquista da simpatia mundial. Entre tantas coisas perseguidas pela humanidade em geral, o mundo tem a lhe oferecer isso e muito mais:

1) Um futuro promissor

2) Honra e reconhecimento

3) Fama, glória e poder

4) O seu nome na história

5) Uma vida plena e confortável

6) Um sentido claro de realização

7) Um sentido amplo de contribuição

Não existe nada simples, mas, quando você é apaixonado pelo que faz, não precisa de motivação externa. Você constrói a própria motivação. Encontrar a verdadeira missão leva tempo e isso não deve servir de muleta para desistir ao menor sinal de fracasso.

Coragem, mais do que conhecimento e incentivo, é preciso coragem! Tudo o que já foi realizado no mundo foi fruto de muita coragem, ousadia e perseverança das pessoas que não desistiram ao primeiro “não” que receberam, portanto, não será diferente com você.

Pense nisso e empreenda mais e melhor!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn
One Comment

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *