O que é personalidade?

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Você se julga um especialista em análise de personalidade? Consegue identificar ou definir a personalidade de alguém com apenas algumas horas de convivência? Já tentou entender a própria personalidade? Sabe o que a maioria das pessoas pensa a respeito da sua personalidade?

De acordo com Randhy Di Stéfano, especialista em Coaching e autor de O Líder Coach, personalidade é o conjunto de hábitos que você criou para sobreviver. Com base nesse pressuposto, é possível imaginar que não existe personalidade ideal. No máximo, poderão existir determinados padrões de comportamento.

personalidade

Personalidade é uma palavra controversa. Na maioria dos casos, quando você tenta avaliar a personalidade de alguém, dificilmente consegue chegar a uma conclusão. Em primeiro lugar, pelo fato de não ter formação específica para isso; em segundo, porque não existe definição exata do termo.

Antes de afirmar que uma pessoa tem uma personalidade difícil, faz-se necessário entender o que isso significa. Considerando a tendência natural do ser humano para o prejulgamento e a preconcepção, a análise pode estar equivocada. Além do mais, senso comum não é sinônimo de justiça.

Imagine que você convive ou trabalha com uma pessoa cujo relacionamento é mais difícil do que poderia ser. Apesar do seu esforço para o convívio amigável, ou seja, da sua personalidade agradável, não existe a mínima abertura para a aproximação nem a menor tendência da outra parte para a mudança de postura.

A partir desse momento, você começa a definir a personalidade da pessoa. Como seus valores não coincidem, qual é a tendência predominante? Existe uma grande possibilidade de você começar a rotular a pessoa. Cara difícil, sem noção, sujeito arrogante. Como é que pode trabalhar numa empresa como essa?

Como as demais pessoas com as quais você convive tem uma percepção parecida, o rótulo espalha-se feito praga. De agora em diante, todo mundo acredita que aquela pessoa, cujo relacionamento é mais complicado contigo, tem uma personalidade difícil. Um verdadeiro “mala”, por assim dizer.

Onde está o problema? Vejamos: 1) a personalidade de uma pessoa não pode ser definida sob um único ângulo de percepção; 2) um único não evento não representa a totalidade de uma pessoa; 3) nenhum rótulo pode ser atribuído nem sustentado se a outra pessoa não tiver a possibilidade de se defender.

De maneira geral, prejulgamento e preconcepção são extremamente prejudiciais para os relacionamentos. Difícil por difícil, todas as pessoas são em algum aspecto, portanto, rotular a personalidade alheia sem conhecer a si mesmo é, no mínimo, deselegante e contraproducente.

Em síntese, não existe personalidade difícil nem fácil, boa ou ruim. O que existe são pessoas com linguagens, culturas e histórias pessoais diferentes, as quais, na maioria das vezes, não fazemos o mínimo esforço para compreender.

Pense nisso e seja feliz!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *