Como arranjar dinheiro para o seu negócio

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Arranjar dinheiro é o maior desafio para quem deseja abrir um negócio por conta própria, mas você não está sozinho. Veja quais são as alternativas.

 

Nos Estados Unidos, segundo a SBA (US Small Business Administration), uma espécie de SEBRAE norte-americano, menos de 3% dos empreendedores – startup – conseguem capital para iniciar o próprio negócio. No Brasil, infelizmente, não temos essa estatística, mas acredito que não seja superior ao mesmo índice dos States.

dinheiro

Empresas nascem e morrem todos os dias por diferentes razões, dentre as quais está a falta de dinheiro, quer para financiamento, quer para capital de giro. Em relação ao fechamento das empresas, o principal motivo continua sendo a falta de planejamento, ou seja, a empolgação ou a simples vontade de abrir um negócio, na maioria dos casos.

Quer dizer então que, se você não tiver dinheiro, vai morrer empregado ou deve fazer um concurso público? Aí é contigo, mas é preciso ser muito mais do que ser bom empregado para se aventurar no mundo do empreendedorismo, por conta própria e risco, é coisa para gente grande e determinada.

Pior ainda é saber que muita gente com dinheiro não tem bom gosto, não tem cabeça, não tem sequer vontade de trabalhar porque trabalhar dá trabalho, então, os familiares ricos jogam dinheiro adoidado num negócio que não tem a mínima chance de dar certo, apenas para aplacar o ânimo dos desencontrados.

O melhor de tudo é saber que o dinheiro existe quando existe uma boa ideia e um plano de negócio minimamente estruturado, aliado a uma vontade incontrolável de fazer as coisas acontecerem e de não desistir enquanto o negócio não estiver do jeito que você imaginou.

Quando se trata de empreender, ideias somente não bastam. O mundo está cheio de boas ideias que vagam sem destino e são desperdiçadas porque ninguém acredita nelas e porque as pessoas desistem ao primeiro não. Mais do que obter uma ideia, é necessário iniciativa, esforço, otimismo, persistência para conseguir alguém que acredite no que está dizendo e, acima de tudo, DINHEIRO.

Eis o problema, onde está o dinheiro? Aqui vão algumas possibilidades a serem exploradas, desde que você não tenha vergonha de pedir e desde que se prepare para justificar o uso do dinheiro, caso contrário, é melhor ser empregado:

Poupança da família

É quase impossível encontrar um pai ou uma mãe não queiram ajudar o filho disposto a criar um negócio por conta própria, portanto, não tenha medo de pedir, sem juros, é claro, porém, lembre-se, não abuse da bondade dos pais; eles já fizeram o caminho deles, você tem que fazer o seu, portanto, faça valer o esforço da família.

Sociedade com amigos endinheirados

É a maneira mais fácil de conseguir dinheiro, mas aqui vai o porém, fazer sociedade com amigos bem de vida sempre exigirão um esforço maior para o trabalho em si e para engolir sapos quando o amigo disser: quem colocou dinheiro aqui fui eu; com um bom acordo societário você tende a reduzir isso e jamais esqueça, quem tem sócio tem patrão, portanto, prepare-se para prestar contas o tempo todo, faz parte do negócio.

Empréstimos em Bancos de Fomento (BNDES, BRDE etc.)

Seria maravilhoso se fosse fácil, pois os juros são estimulantes, mas você vai esbarrar na questão da garantia, da mesma forma como acontece nos bancos privados, agora, se você tem algum bem para dar em garantia e um projeto bem estruturado, no modelo do banco, e desde que caiba no fluxo de caixa do seu negócio, vá em frente, sempre vale a pena.

Empréstimos bancários

Fuja deles como o diabo foge da cruz, pois, além de juros exorbitantes, dificilmente os bancos emprestam para startups; em geral, não há como cumprir as exigências de garantias que todo banco exige e, como você mesmo sabe, banco não é feito para perder dinheiro.

Reserva pessoal

Se você for disciplinado e tiver reservas acumuladas pelo seu próprio esforço, essa é a melhor maneira de começar algo por conta própria, o que chamamos de autofinanciamento, porém, você precisa continuar sobrevivendo e não existe negócio que dê retorno em menos de um ou dois anos, ou seja, é necessário ser muito controlado para manter o padrão e ao mesmo tempo investir no negócio; às vezes, é necessário dar um passo para trás para dar dois para frente.

Angel Investors:

Um investidor anjo ou business angel é uma pessoa física ou empresa disposta a investir em outras empresas, geralmente startups, que não contam com o capital necessário para iniciar o negócio; mesmo que você consiga, uma hora o dinheiro vai sair integralmente do seu caixa, mas pode ser uma excelente opção; da mesma forma, tenha um bom projeto, um bom modelo de negócio, um plano minimamente estruturado.

Venda de um bem pessoal

Você tem fé em si mesmo? Fez um bom plano de negócio? É isso mesmo que você quer? Vale a pena acreditar no sonho? Já quebrou uma vez e não quer quebrar mais? Odeia ser empregado? Não tenha medo, venda o carro, o terreno, qualquer coisa para realizar seu sonho. Conheço uma empresária que vendeu a própria casa onde morava para investir no negócio e deu certo, isso sim, é confiança em si mesmo.

Muito bem, se nada disso funcionar, tente o seguinte:

  • Desenvolva um bom modelo de negócio, tipo CANVAS ou Estratégia do Oceano Azul, e continue trabalhando na ideia; vai amadurecendo aos poucos, mas não desista, aliás, empreendedor que se preze nunca desiste;
  • Visite feiras, assista palestras, participe de cursos, visite o SEBRAE de vez em quando, converse com pessoas do mesmo ramo, abra-se para o mundo e o universo vai conspirar a seu favor, acredite piamente nisto; conheço cada história de sucesso que é de arrepiar;
  • Poupe, continue fazendo reservas, não importa o montante, guarde o que puder e a mente vai trabalhando, os caminhos neurais vão se abrindo na medida em a intensidade do desejo vai aumentando;
  • Coloque uma meta muito clara na cabeça, desenvolva um plano de ação, não desgrude do seu objetivo, pois não existe almoço grátis, seja determinado, esta é a diferença entre que sonha e quem continua trabalhando para realizar o sonho.

A vida é feita de experimentação, portanto, você nunca vai saber se não tentar, se não quebrar a cara de vez em quando, se não trabalhar arduamente para realizar o sonho, caso contrário, você pode optar pelo concurso público, entrar para a política ou, mesmo na iniciativa privada, ser o melhor empregado que você pode ser.

Pense nisso e empreenda mais e melhor!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *