Por que toda empresa precisa de uma estratégia?

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Estratégia é uma palavra amplamente utilizada no mundo dos negócios, mas, na prática, muitas pessoas ainda tem dificuldade na definição e, principalmente, quanto ao significado do termo.

Este artigo está divido em três partes distintas.

O que é estratégia?

Estratégia, do grego antigo stratégos, junção das palavras stratos (exército) e agos (comando), tem origem militar, e, em resumo, era entendida como a arte do general.

De acordo com Michael Porter, PhD., considerado a maior autoridade mundial no assunto,

  • Estratégia é mais do que um conjunto de ações;
  • Estratégia é uma corrida para se chegar a uma posição ideal;
  • Estratégia trata das condições únicas a que uma empresa quer chegar;
  • Estratégia trata de coisas concretas;
  • Estratégia é deixar alguns clientes infelizes;
  • Estratégia é testada diariamente;
  • Estratégia é diferente de visão, missão, metas e ações;
  • Estratégia é escolher o que não fazer (trade off).

Eu não sou o Michael Porter, mas quero compartilhar um conceito mais prático, o qual eu sempre divido com os meus alunos de MBA: estratégia é um caminho a ser seguido. Se o caminho escolhido é o melhor, somente o tempo vai dizer. De fato, não existe estratégia certa ou errada. Existe, sim, estratégia que deu certo ou estratégia que deu errado.

Como dizia Peter Drucker, no começo de um projeto podemos fazer tudo, mas, ainda não sabemos nada. No final de um projeto, sabemos tudo, mas não podemos fazer nada. Penso que podemos refazer o caminho, porém, haverá sempre o custo do aprendizado, razão pela qual a maioria dos executivos é contratada para abreviar o caminho, o que não parece tão simples assim.

estrategia-saiba-o-por-que-toda-empresa-precisa

 

Para que serve a estratégia?

Abrir uma empresa é a coisa mais fácil do mundo. Manter uma empresa e conseguir bons resultados é um desafio para a maioria. No mundo os negócios, não existe mais idade para a competição. Empreendedores de todas as idades competem num mercado que privilegia, basicamente, a persistência, o planejamento e as vantagens competitivas duradouras.

Se você não sabe mais quem é o competidor, mas entende que os princípios da gestão não mudam assim tão facilmente, estabelecer uma estratégia torna-se um imperativo, ou seja, não há mais como fugir do conceito. Sua empresa precisa discutir com frequência as razões que poderão perpetuar ou destruir o negócio mais adiante.

Atualmente, é bem mais fácil entender as razões pelas quais algumas empresas de sucesso “quebram” assim, sem mais nem menos, de um dia para o outro. Deixar que isso aconteça, por razões simples de se resolver, é uma falha imperdoável.

Estratégia, aliada ao bom planejamento, serve para posicionar corretamente uma empresa no mercado e definir as principais diretrizes do negócio. Segundo Peter Drucker e Michael Porter, uma boa estratégia deve responder a quatro questões fundamentais:

  • Em que negócio você está? (Segmento)
  • O que você realmente vende? (Produto ou Serviço)
  • Qual é o seu público-alvo (Foco)
  • Qual é o seu diferencial competitivo? (Vantagem Competitiva)

Considerando que estratégia é um caminho a ser seguido, quanto mais corretas e claras forem as respostas para essas questões, melhor o entendimento do seu mercado, maior o esforço para tornar o seu produto um sucesso e, portanto, maior a percepção por parte do seu público-alvo.

Assim sendo, uma boa estratégia de mercado resume-se em: (1) reforçar os seus pontos fortes, a ponto torná-los uma vantagem competitiva, (2) reduzir os seus pontos fracos, a fim de reduzir a vulnerabilidade do seu negócio, (3) aproveitar as boas oportunidades para se tornar ainda mais rentável e, finalmente, (4) precaver-se contra as ameaças que surgem todos os dias.

Para isso, sua empresa precisa criar um ambiente favorável ao pensamento estratégico. Já falamos sobre isso em outro artigo, lembra? Quanto mais estratégico, menos operacional, e vice versa. Isso vale para a vida pessoal e profissional.

Você não tem como fugir da pressão diária por resultados, entretanto, é necessário parar de vez em quando para dedicar atenção e repensar algumas questões fundamentais do seu negócio. Se você não o fizer, a concorrência fará no seu lugar.

Por que você precisa de uma boa estratégia?

Aqui estão as principais razões para criar uma boa estratégia e, no mínimo, para pensar a respeito. Criar uma estratégia, boa ou ruim, é melhor do que não ter alguma, portanto, ao pensar sobre isso e definir as diretrizes que nortearão o futuro, você estará em vantagem em relação a milhares de empresários que não dão pouca importância para isso e, depois, não sabem por que o negócio não deu certo.

Sua empresa precisa de uma boa estratégia para:

1)    Criar um modelo de negócio diferenciado:

Não basta ser mais um na multidão; os clientes estão cada vez mais exigentes, querendo mais por menos; se você criar um modelo de negócio competitivo, não precisa ir ao cliente perguntar o que ele quer; obviamente, ele vai querer o seu produto ou serviço.

2)    Garantir o retorno sobre o investimento:

O simples orgulho de ter criado um negócio não é suficiente para mantê-lo de pé; empresas são criadas para enriquecer os donos, gerar empregos e beneficiar a sociedade por meio de impostos.

3)    Adotar um posicionamento estratégico correto:

Quem quer ser tudo para todos acaba não sendo nada, segundo Al Ries e Jack Trout; quanto mais claro este posicionamento, mais rápido se dará a percepção do cliente; imagine-se tentando vender equipamentos eletrônicos, frutas, remédios e roupas íntimas, tudo no mesmo lugar; nesse caso, quem é o seu cliente? O que você realmente vende? Quem é o seu público-alvo?

4)    Atrair bons investidores e/ou agentes de financiamento:

Queira ou não, todo negócio precisa de investimentos; olhe para o negócio como se fosse um potencial investidor e pergunte a si mesmo: eu investiria nesse negócio?

5)    Tomar decisões melhores:

Quando você conhece seus pontos fortes e reconhece suas fraquezas, tem mais embasamento para tomar decisões coerentes com a realidade do seu negócio. Seja qual for o caminho escolhido, com uma estratégia bem estudada, o risco de insucesso diminui e peso da responsabilidade também.

6)    Garantir a sustentabilidade do negócio:

Prosperar significa criar riqueza suficiente para garantir a sustentabilidade do negócio e atender a diversos interesses, além dos seus. Ninguém cria uma empresa para fechar daqui a cinco anos, ainda mais quando dá lucro. Criar uma empresa, gerar empregos, recolher impostos e melhorar a sociedade em que vivemos são mais fáceis quando você cria um negócio rentável.

Em caso de dúvida, lembre-se da máxima chinesa: quem não sabe para onde vai, qualquer lugar serve. Não leia esse artigo e faça de conta que já sabe de tudo isso. O segredo não está na leitura ou no entendimento da estratégia. O segredo está na execução, a disciplina que separa os que fazem daqueles que vão continuar pensando que isso é uma bobagem.

Pense nisso e empreenda mais e melhor!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *