O valor de uma ideia

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Os caminhos que conduzem o empreendedor a uma vida plena de realizações são muito distintos e nem sempre ocorrem como planejados inicialmente. Pergunte a qualquer empreendedor bem-sucedido como ele construiu um império a partir do zero e é provável que ouça algo parecido com “as coisas foram acontecendo”, “trabalhei feito louco” ou ainda “nem eu mesmo sei direito”, porém a realidade é que os negócios bem-sucedidos são idealizados primeiro na mente.

Há mais de 90 anos, um caixeiro de nome Asa Candler adquiriu uma fórmula secreta aparentemente insignificante, rabiscada por um velho farmacêutico chamado John S. Pemberton, num simples pedacinho de papel, por uma quantia irrisória na época, porém para o caixeiro representava a economia de uma vida inteira. O farmacêutico ficou contente de negociar a fórmula por quinhentos dólares e o caixeiro tinha consciência do risco ao adquirir um simples pedaço de papel.

ideia

Os fatos posteriores à negociação entre o caixeiro e o farmacêutico são dignos de seres dotados do legítimo espírito empreendedor. Na realidade, o que Asa Candler comprou foi uma idéia. O velho tacho com a amostra do produto, a pá de madeira e a fórmula secreta entregue pelo farmacêutico foram completamente irrelevantes e acidentais na época.

Quase um século depois, o velho tacho de madeira continua gerando riquezas com uma velocidade estonteante ao consumir bilhões de latas e garrafas, ao gerar milhares de empregos diretos ou indiretos em diversos países do mundo e ao proporcionar glória e fortuna para dezenas de artistas e iniciantes que ganham a vida participando de propagandas para promover o produto.

Todos os dias, o líquido precioso se faz presente em milhares de comemorações, festas de aniversários, nascimentos e casamentos ao redor do planeta. Não é possível ficar um dia somente sem ouvir ou ler o nome do produto em qualquer lugar que você vá e, apesar do esforço dos vigilantes do peso, da saúde e do meio ambiente para a redução do consumo, a força natural do marketing exercido sobre o produto desde a primeira festa de aniversário de qualquer pessoa é praticamente indestrutível.

Parafraseando Napoleon Hill, autor de A Lei do Triunfo, seja quem você for, viva onde viver, seja qual for a sua ocupação, lembre-se, todas as vezes que ver e ouvir o nome Coca Cola, que seu grande império de riquezas e influência nasceu de uma simples idéia. O misterioso ingrediente que o caixeiro misturou à fórmula secreta era nada mais, nada menos, do que imaginação.

A influência da Coca Cola estendeu-se por todos os povoados, cidades, estados, países, organizações, indústrias, roteiros de cinema, rádio, televisão e encruzilhadas do mundo e serve de inspiração para qualquer empreendedor que vislumbre a mínima possibilidade de quebrar todos os recordes desse “matador” de sede universal. Talvez nem o próprio Asa Candler fizesse a mínima idéia da dimensão que uma simples fórmula transformada em líquido pudesse tomar na economia mundial.

Embora o nome Coca Cola seja visto como símbolo do imperialismo econômico americano por muitos países, isso é apenas conseqüência dos rumos que uma simples ideia colocada em prática pode tomar. Quando o empreendedor lança uma ideia e ela se torna bem-sucedida, os acontecimentos subseqüentes podem ganhar uma dimensão que tende a fugir ao seu próprio controle.

Dentre as 100 marcas mais valiosas do planeta, a Coca Cola ocupa a primeira posição no ranking, segundo a pesquisa Best Global 2007, divulgada na Revista americana Business Week, especializada no assunto. Em valores absolutos, uma quantia considerável de US$ 65 bilhões, apenas para o valor da marca, independentemente das demais riquezas proporcionadas pela sua produção e comercialização.

O valor de uma ideia pode ser representado pela seguinte fórmula: V = I + E + O, ou seja, (I) imaginação + (E) esforço + (O) otimismo, portanto, nunca despreze uma simples possibilidade, principalmente quando ela estiver alinhada com a sua vocação, o seu propósito de vida e um amplo sentido de realização.

Pense nisso e empreenda!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *