O que é resiliência?

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Resiliência é a propriedade pela qual a energia armazenada em um corpo deformado é devolvida quando cessa a tensão causadora duma deformação elástica. Diz ainda que é a capacidade de resistência ao choque.

Na prática, resiliência é a sua capacidade de absorver o impacto das pancadas que a vida lhe dá, em forma de adversidades. Exemplo: se você for demitido e, em vez de ficar reclamando, não esmorecer, conseguir dar a volta por cima e partir para outra, seja qual for a circunstância, você colocou em prática a capacidade de resiliência.

Obviamente, você não levanta todos os dias esperando ter um dia cheio de dificuldades ou de adversidades. Em geral, você só se dá conta dos problemas quando eles vêm ao seu encontro. Nesse momento, você precisa enfrentá-los ou, então, negar a sua existência.

resiliencia

O papel que a adversidade exerce em nossa vida é revelado com mais frequência do que imaginamos, afinal, todos os dias levantamos com inúmeros problemas a serem resolvidos, isso quando não somos pegos de surpresa por algum deles sem ter a mínima ideia do que fazer.

Lembrando o Jeffrey Gitomer, o problema não é o que lhe acontece, mas o que você faz com o que lhe acontece. As diversidades existem para isso, afinal, quando paramos de aprender, morremos emocionalmente, mentalmente e sofremos uma morte física prematura.

Eu já perdi a conta de quantas vezes as editoras recusaram originais dos meus livros, de norte a sul do país. Tentei de tudo desde o primeiro, o inusitado Oh, Mundo Cãoporativo, publicado gentilmente pela Editora Qualitymark, a quem serei eternamente grato. Tenho comigo mais de cem correspondências negando a publicação dos meus livros.

Apesar de tudo, eu sempre tive fé e aprendi, depois de ler centenas de livros e refletir, que o “não” consecutivo é uma belíssima porta de entrada para o “sim”, portanto, nada mais me assusta. Em breve devo publicar o meu sétimo e oitavo livro.

Dia desses, eu recebi um link por e-mail a respeito da história de Eloy D´Avila, fundador da Flytour, a maior operadora de pacotes turísticos do país. Se você acha que a vida não é justa e já apanhou demais, leia a história desse grande homem que tinha tudo para se jogar no precipício.

Para fugir das agressões sofridas em casa, quando criança, Eloy D`Ávila dormia na rua e dependia da ajuda de desconhecidos para sobreviver. De uma situação de miséria, ele transformou-se em fundador de uma das maiores agências de turismo do Brasil, com faturamento superior a R$ 3 bilhões por ano. Um ótimo exemplo de alguém que soube colocar em prática sua capacidade de resiliência.

Em seu magnífico best seller As Vantagens da Adversidade, Paul Stoltz e Erich Wheihenmayer aconselham os leitores a enfrentar os fatos através daquilo que eles chamam de Inventário de Adversidades. O propósito desse exercício é identificar suas aspirações e localizar o seu “desafio máximo”, ou seja, aquilo que você nunca fez, mas sempre quis fazer.

Quer aumentar a sua capacidade de resiliência? De início, segundo os autores, é necessário coragem para fazer um inventário das adversidades que você precisa enfrentar para então começar a escalada. Vejamos:

Organize sua vida em categorias: faça uma lista de todas as categorias que são importantes na sua vida: família, trabalho, amigos, comunidade, saúde e passatempo, entre outras. É incrível a facilidade com que deixamos escapar da consciência, ainda que temporariamente, alguma coisa significativa.

Declare suas aspirações: além dos objetivos mundanos, relacione duas ou três aspirações principais para cada categoria da sua vida. São coisas que você ainda não realizou, mas aspira alcançar em curto ou longo prazo.

Determine a prioridade e suas dores: reflita com cuidado e depois liste duas ou três adversidades principais que estão causando a você a maior dor ou desconforto dentro de cada categoria.

Escolha suas adversidades: examine cuidadosamente as adversidades que listou no terceiro passo e escolha aquela que, caso conseguisse dominar, liberaria a maior quantidade de energia na sua vida.

Seu desafio máximo: desafio é uma situação que testa as habilidades de alguém de maneira estimulante, portanto, inclui uma certa dose de adversidade pelo caminho. Desafio máximo é a coisa mais empolgante que você sempre teve vontade de fazer, mas até agora não fez.

Escolha sua Adversidade Máxima: a fim de enfrentar seu Desafio Máximo, você terá de enfrentar algumas adversidades. A próxima etapa será selecionar a principal adversidade (obstáculo, aspereza, dificuldade, conflito, revés) que (1) você certamente terá de enfrentar quando encarar seu Desafio Máximo; (2) se dominada, lhe oferecerá o maior potencial de energia ou avanço.

Limpe a trilha: qual é a sua justificativa? Para encará-la, você deve aprender a liberar o combustível que se acha armazenado na sua Adversidade Máxima. A fim de dominá-la da melhor maneira possível, você precisa purificar sua adversidade, conhecendo as justificativas e razões que impedem a ação – qualquer coisa que dilua sua potencial força.

Eu não me canso de repetir que para tudo na vida existe sempre uma ou mais saídas, portanto, é muito fácil praguejar, render-se aos problemas, abaixar a cabeça como se fosse o último coitadinho da face da Terra. Difícil é encarar as dificuldades de peito aberto e pensar numa solução digna.

Que aprender uma nova habilidade? Pague o preço, pratique, sofra, dê mais de si mesmo, sacrifique-se. Que fortalecer um novo músculo? Você deve exercitá-lo até que as fibras se partam e, em menos de uma semana, você ficará mais forte. Sem dor, não há vitória, diz o ditado.

Pense nisso e seja feliz!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *