Excelência pessoal

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Eu procuro ser entusiasta do desenvolvimento pessoal e profissional do ser humano. Penso sempre que todo mundo tem jeito desde que olhe para dentro de si mesmo todos os dias e tenha consciência de que tudo pode ser melhorado. As oportunidades que surgem diariamente em nossa vida nunca serão aproveitadas se não mudarmos o ângulo de percepção e não nos prepararmos para elas.

O livro Excelência Pessoal, de Robert K. Throop e Marion B. Castelluci, é um dos melhores presentes que comprei para mim mesmo nos últimos tempos, pois embora eu já tenha lido em diferentes livros tudo o que está escrito nele, penso que há muito ainda por fazer. Nesse sentido, o livro nos instiga a colocar no papel aquilo que a mente vive imaginando, mas não tem a disciplina necessária para organizar e colocar em prática.

Excelência pessoal deveria ser o propósito maior do ser humano. Aliás, independentemente da sua fé, penso que estamos aqui para tentar cumprir nosso papel e sair melhores do que quando chegamos. Além do mais, ainda que você esteja satisfeito com a vida que leva e a posição que ocupa na sociedade, a rapidez das mudanças e a necessidade de atualização exigem um desenvolvimento pessoal e profissional constante.

O caminho para excelência é longo e não termina quando você chega ao ápice da profissão, acumula alguns milhões de reais, se aposenta ou atinge o estágio da maturidade. É uma jornada que não termina nunca, afinal, não existe nada que você não possa aprender até o fim da vida, a qual, por si só, já é um aprendizado constante. Se fizéssemos realmente tudo o que somos capazes de fazer, a surpresa seria grande em poucos anos de esforço.

Sucesso e dinheiro não são os únicos sinais de uma vida bem-sucedida e do alcance da excelência profissional. A construção do relacionamento com outras pessoas é a base de uma vida de sucesso. Se avaliarmos bem, as pessoas de sucesso geralmente não possuem nada em termos financeiros. Veja o exemplo de Gandhi, Madre Teresa de Calcutá, Irmã Dulce, Fernando Pessoa, Mario Quintana, Drummond e tantos outros que partiram sem nada, mas foram ricos no legado e no espírito.

A excelência pessoal exige o desenvolvimento máximo do seu potencial e a concentração em suas habilidades para torná-la realidade. Com a experiência, as habilidades mudam ou são aperfeiçoadas embora a base de formação continue a mesma. Persegui-la exige muita determinação e comprometimento, virtudes que poucos estão acostumados a praticar.

Você tem uma percepção clara a seu respeito? Conhece suas limitações e seus pontos fortes? Conhece seus valores mais profundos: o que você pensa, como se sente e como age, com base no que pensa e sente? O que você valoriza? Como funciona o seu sistema de crenças? Seu copo está meio cheio ou meio vazio? Você levanta na segunda já pensando na sexta? Caramba, ainda falta 18 anos para você se aposentar? Você sai animado todo dia para o trabalho ou sai desanimado porque não encontra alternativa melhor?

Para acelerar a busca da excelência pessoal você precisa mudar o seu sistema de crenças que nada mais é do que o conjunto de opiniões específicas formadas sobre si mesmo, ou seja, os seus modelos mentais. Já discutimos muito sobre isso em outros artigos. As crenças podem ser tanto positivas quanto negativas e na maioria das vezes a mente humana pende mais para a segunda opção, portanto, não se deve esmorecer nunca. O que conta é a luta, a esperança em relação a um futuro promissor.

Todas as pessoas sofrem o efeito das crenças negativas e positivas e, por conta disso, a maioria delas não chegará nem perto de atingir o nível de excelência pessoal e profissional. Para alcançar esse nível, você deve esforçar-se para cultivar um sistema de crenças positivas.

Assim sendo, não é necessário reinventar a roda, portanto, tomei a liberdade de transcrever aqui as sete crenças das pessoas bem-sucedidas, definidas pelos autores do livro, as quais você poderá aplicar na sua vida pessoal e profissional e torná-las um mantra imprescindível em direção ao sucesso:

Tudo acontece por uma razão e um propósito. As pessoas passam por experiências boas e más. Em vez de dar importância aos eventos ruins, as bem-sucedidas pensam em termos de possibilidades futuras.

O fracasso não existe. Em vez disso, há apenas resultados. Se o resultado não é o desejado, as pessoas bem-sucedidas mudam suas ações e produzem novos resultados.

Aconteça o que acontecer, assuma a responsabilidade. As pessoas bem-sucedidas não culpam os outros quando algo dá errado. Assumir a responsabilidade é um dos melhores indicadores de maturidade de uma pessoa.

Não é necessário entender tudo para utilizar tudo. As pessoas bem-sucedidas não desanimam com pequenos detalhes. Aprendem o que precisam saber e não desistem.

Depois de você, as pessoas representam seu melhor recurso. As bem-sucedidas possuem enorme respeito e apreço pelos outros. Entendem que bons relacionamentos compõem uma das bases de uma vida de sucesso.

Trabalhar é brincar. Ninguém alcança o sucesso fazendo algo que odeia. Trabalhar deve ser animador, desafiador e interessante. Deve ser divertido.

Não existe nenhum sucesso duradouro sem comprometimento. As pessoas bem-sucedidas são persistentes. Continuam a fazer o melhor que podem.

Pense nisso, comece a agir e seja feliz!

Share on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Share on LinkedIn

Comente

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *